Posts

Agência Fogazza aumente-suas-views-no-youtube-tirando-o-maximo-proveito-dos-relatorios-1 Aumente suas views no Youtube tirando o máximo proveito dos relatórios Apps Blog Marketing Digital Publicidade Youtube  Youtube relatórios  Publicidade

Aumente suas views no Youtube tirando o máximo proveito dos relatórios

Youtube além de ser o maior acervo de vídeos do mundo, foi o principal responsável pelo consumo desenfreado de conteúdos áudio/visuais na web. Empresas e profissionais que trabalham em outras mídias sociais, sentiram a necessidade de encontrar seu público nesse segmento.

Se você ainda não migrou seu conteúdo para esse tipo de produção ou está tendo dificuldades para conseguir fazer o mesmo resultado que nos demais ambiente digitais, esse artigo, feito em parceria com o Reportei, foi escrito especialmente para você.

É valido lembrar que o Youtube não funciona como as demais redes sociais e seu algoritmo é composto por cálculos mais elaborados para o surgimento do engajamento nos vídeos, por isso devemos estar atentos aos 3 pontos principais da plataforma: Público-Alvo, Origem do tráfego e retenção do público.

Agência Fogazza aumente-suas-views-no-youtube-tirando-o-maximo-proveito-dos-relatorios Aumente suas views no Youtube tirando o máximo proveito dos relatórios Apps Blog Marketing Digital Publicidade Youtube  Youtube relatórios  Publicidade

VAMOS EXPLORAR CADA UMA DE SUAS PECULIARIDADES PARA MELHOR ENTENDIMENTO DA ESTRATÉGIA.

PÚBLICO-ALVO

Nem sempre o público que consome seu conteúdo, será exatamente o mesmo no Youtube. É claro que podemos contar com outras mídias de apoio para gerar resultados, porém é válido lembrar que seu vídeo está sendo exposto para usuários que não conhecem ao certo sua empresa ou serviço.

Todo vídeo precisa de uma apresentação rápida de quem é você. Faça uma transcrição de seu material lembrando-se que no vídeo, o roteiro precisa ser mais direto e feito em forma de diálogo.

E para saber qual é o conteúdo matador para sua nova audiência, na aba demográfica do Youtube Analytics você tem acesso ao gênero e idade de quem está assistindo seus vídeos. É normal que esse público seja um pouco mais novo, devido a idade geral da audiência da plataforma.

Adaptar a linguagem para sua faixa etária, será essencial para a retenção do seu público.

ORIGEM DO TRÁFEGO

É óbvio que grande parte de quem irá acompanhar seu canal, estará presente no Youtube vendo seus vídeos direto na plataforma. Porém, você já imaginou quantos sites, blogs ou lista de reproduções o seu conteúdo pode estar?

Com novas tecnologias sendo criadas diariamente, como por exemplos, vídeos sendo assistidos diretamente no WhatsApp, por que devemos saber de onde os usuários estão assistindo?

É simples. Para podermos mensurar esse público e investirmos mais na área com mais resultados. Entender as formas de tráfego responsáveis pelas visualizações de seus vídeos pode ser uma ferramenta poderosa para gerar de forma orgânica mais views.

RETENÇÃO DO PÚBLICO

E por último, mas não menos importante, saber a taxa de rejeição ou aceitação de seu material é o climax do relatório. Para gerar uma boa estratégia, saber exatamente o que agrada seus telespectadores é algo que vai muito além do simples botões Gostei e Não Gostei.

Esse recurso permiti mensurar seus vídeo individualmente ou o canal completo. Faça uma relação entre minutos do vídeo e duração média de visualizações. Uma retenção média de no mínimo 20% já é considerado algo bastante promissor.

Agência Fogazza aumente-suas-views-no-youtube-tirando-o-maximo-proveito-dos-relatorios-1 Aumente suas views no Youtube tirando o máximo proveito dos relatórios Apps Blog Marketing Digital Publicidade Youtube  Youtube relatórios  Publicidade

Aproveite o Youtube Analytics para mensurar de forma individual seus vídeos para poder compará-los com envolvimento e engajamento dos demais.

Essa métrica costuma ser bastante interessante quando você consegue visualizar um aumento relativo com o período do números de seguidores. Caso você tenha um aumenta de inscritos, porém sua retenção continua a mesma, tente trazer mudar a linha de pensamento diferente nos próximos vídeos, para aumentar as visitas em seu canal.

INVISTA EM RELATÓRIOS

Esse foi apenas um resumo de como cada seção das métricas pode ser algo importantíssimo para seu trabalho quando analisadas de forma inteligente.

Caso você queria se aprofundar mais ainda e poder aprender de forma rápida e simples, a Reportei conta com relatórios detalhados e poderosos para você fazer com que seu canal do Youtube tenha sua devida taxa de sucesso.

Para testar a ferramenta você pode realizar um cadastro de testes gratuito através deste link.

Agência Fogazza twitter-facebook-together-exchange-of-information-147413 O erro de quem é social media e trabalha só com redes sociais Apps Blog Midia Social  Youtube WhatsApp redes sociais marketing digital instagram FACEBOOK  Publicidade  2018

O erro de quem é social media e trabalha só com redes sociais

Por Por Fahen Carvalho

Agência Fogazza pexels-photo-238480-300x300 O erro de quem é social media e trabalha só com redes sociais Apps Blog Midia Social  Youtube WhatsApp redes sociais marketing digital instagram FACEBOOK  Publicidade  2018

A função social media começou a se popularizar nos últimos anos, com o avanço e o rápido crescimento das redes sociais. Lá em 2013, a revista Exame publicou este artigo, onde listou as “20 novas profissões que despontaram nos últimos cinco anos” e adivinha quem estava lá? Ela mesma, a função de gestor de mídias sociais (mais uma variação para social media). Como podemos perceber, a publicação da revista acertou e 2017 nos mostra a imensa gama de profissionais que trabalham com as redes sociais, inclusive eu.

Um dos fatores que contribui com a profissão foi o aumento da utilização de redes sociais no Brasil. Os brasileiros são extremamente ativos em diversas redes sociais (no Facebook principalmente). Isso trouxe uma cobrança para que as empresas se posicionassem e corressem atrás deste público. A comScore realizou uma pesquisa que trouxe diversos dados sobre os usuários brasileiros, confira alguns deles:

Agência Fogazza 0*YAIgnkWJo0vG4ZyQ O erro de quem é social media e trabalha só com redes sociais Apps Blog Midia Social  Youtube WhatsApp redes sociais marketing digital instagram FACEBOOK  Publicidade  2018

Agência Fogazza 0*qPPSQK1ocpscYeT5 O erro de quem é social media e trabalha só com redes sociais Apps Blog Midia Social  Youtube WhatsApp redes sociais marketing digital instagram FACEBOOK  Publicidade  2018

Agência Fogazza 0*jV7hWafsVg6qP7JH O erro de quem é social media e trabalha só com redes sociais Apps Blog Midia Social  Youtube WhatsApp redes sociais marketing digital instagram FACEBOOK  Publicidade  2018

Agência Fogazza 0*A34ya41GhMisJBcC O erro de quem é social media e trabalha só com redes sociais Apps Blog Midia Social  Youtube WhatsApp redes sociais marketing digital instagram FACEBOOK  Publicidade  2018

Com a velocidade com que as coisas se transformam na internet, os dados já podem estar um pouco diferentes atualmente. Outra pesquisa interessante foi realizada em 2016, pela eMarketer, e colocou os usuários brasileiros como os principais da América Latina. O Brasil é o país com mais usuários do continente, com um total de 93,2 milhões até o final do ano (que já passou!).

O que podemos perceber sobre estas duas pesquisas?

É simples. Elas falam sobre pessoas e a forma que estas pessoas se colocam nas redes sociais. Acontece que para muita gente a função de social media significa apenas gerenciar as redes sociais de uma empresa, fazer as suas publicações. E se você pensa isso, você não está errado, mas existe um porém. As mídias sociais são redes de relacionamento e foram criadas para que as pessoas conversem, façam amigos, encontrem pessoas distantes, famosas ou simplesmente “stalkeiem” a vida dos outros, enfim, que se relacionem. Se o objetivo de estar em uma rede social é se relacionar, qual é o objetivo de uma empresa? Depende. Pode ser vender, pode ser aumentar os seguidores, pode ser para “já que todo mundo está no Facebook, eu também preciso estar”, pode ser todos esses motivos juntos, mas os resultados só serão alcançados quando você começar a dar protagonismo para as pessoas.

Mas eu estou falando de redes sociais, não de pessoas!

Sim, exatamente, mas as redes sociais são sobre o que o seu público quer ver versus o que você proporciona para ele. Agora reflita: quantas vezes você entrou no seu Facebook e pensou “Hum, vou comprar um tênis!”? Pois é, ninguém faz isso. Por que cargas d’água você insiste em tentar vender um produto a qualquer custo na sua rede social?

Trabalhar como social media é ter o dever de se lembrar (e lembrar o cliente) a todo instante que atrás da tela existe uma pessoa e ela está ali, rolando a timeline, sem planos para o futuro. Mas de alguma forma você precisa prender a atenção dela, antes que o seu post vá parar no limbo do Facebook. Agora reflita mais uma vez: por que alguém deveria ler o seu conteúdo? Por que deveriam seguir você? A partir do momento em que você entende que a sua marca não importa, a sua marca não é protagonista, ninguém quer saber que você tem 100 tipos de produtos diferentes disponíveis para compra, porque ninguém entrou no Facebook para saber disso (a não ser que você faça uma promoção exclusiva para a sua página, mas isso é outra história).

Nós precisamos entender de uma vez por todas que colocar as pessoas em primeiro plano é o mínimo que podemos fazer para que o trabalho de mídias sociais traga algum resultado. Quando eu abro o meu Facebook, eu não quero ver anúncios, não quero ver produtos, eu quero ver pessoas, quero ver histórias que sejam bem contadas, quero me emocionar, quero dar risada do cachorro que corre atrás da galinha, não importa. O que eu quero dizer é que as redes sociais são para entretenimento, são para a sociedade se comunicar e se relacionar.

O Itaú possui uma grande assertividade neste sentido. A empresa possui diversas campanhas que foram ao ar e não foram para falar de depósito, condições especiais, empréstimos, nada disso. As campanhas deram o foco para as emoções de quem assiste. E adivinha quem eles colocaram em foco? As pessoas! Você até chega a esquecer de que se trata de um banco, não é? O Itaú tem se posicionado dessa maneira há alguns anos e em diversas redes sociais. Vale a pena dar uma olhada no trabalho produzido.

O canal do banco no Youtube é bem bacana, para quem busca inspirações:

Deu pra entender qual é o fio da meada? Se a sua empresa é presente nas redes sociais, aproveite a oportunidade que você tem e se relacione com seus clientes, porque é isso que nós (usuários) queremos. Você pode fazer milhões de anúncios, trabalhar com os pixels do seu site, mas nada disso irá funcionar se o seu social media parar de pensar 100% do tempo em métricas e começar a pensar também nas pessoas. As tecnologias mudam, as ferramentas se atualizam, mas no fim, tudo se trata de pessoas e suas relações.