Posts

Agência Fogazza site_porque_seus_anuncios_nao_alcancam-180x180 Por que seus anúncios não alcançam sua audiência total? ads anúncios Blog facebook Marketing Digital Midia Social prova social redes sociais  redes sociais prova social marketing digital instagram FACEBOOK anúncio ads

Por que seus anúncios não alcançam sua audiência total?

A publicidade paga ajuda a potencializar o alcance de sua audiência, possibilitando maiores taxas de conversão e reconhecimento de marca. Porém, como falamos essa semana, os algoritmos do Facebook têm diminuído o alcance orgânico de páginas, forçando o maior investimento em anúncios patrocinados ou até mesmo no investimento em outras soluções de publicidade.

Você já percebeu que as postagens de um ano atrás alcançavam mais pessoas e hoje em dia, é um sacrifício atingir um terço daquela audiência? Toda postagem que você faz agora aparece um botão “Promover” e muitas vezes, você cai nesse “golpe” e investe rios de dinheiro e não converte nada. ☹

Pois bem, hoje vou te ensinar um TRUQUE que otimizará seu investimento em anúncios e ainda possibilitará a melhor segmentação do seu público, além de melhorar sua gestão dos objetivos a serem atingidos com os anúncios (KPI’s).

Essa solução chama-se “GERENCIADOR DE ANÚNCIOS”. É uma plataforma de gestão de anúncios pagos do próprio Facebook, muito similar ao Painel de Anúncios da concorrente Google Ads. Nessa plataforma, é possível criar anúncios segmentados e fazer alterações durante o trajeto, é possível também, escolher o tipo de anúncio a ser vinculado, otimizar o custo por lead e criar formulários de captação de leads dentro do próprio Facebook, analisar todos os dados demográficos, interesses, geolocalização da sua persona, utilização de Pixels que integram com o seu site e de quebra, vincula o anúncio a outras plataformas como o Instagram e a rede de display do Facebook. É uma plataforma completa para anúncios pagos, permitindo a exportação de relatórios e muito mais.

Fuja dos botões “Promover”, conheça essa ferramenta incrível e eleve seus anúncios para um outro nível.

Você tem alguma dúvida sobre como mexer no Gerenciador de Anúncios? Deixe sua dúvida nos comentários abaixo que um de nossos consultores te responderá assim que possível.

Clique aqui e receba todos os nossos conteúdos por e-mail, em primeira mão
Agência Fogazza site_porque_sua_audiencia_não_interage-180x180 Por que sua audiência não interage com a sua marca? Blog facebook Marketing Digital Midia Social prova social redes sociais  Rede Social prova social marketing digital marcas instagram FACEBOOK

Por que sua audiência não interage com a sua marca?

Aposto que você já tenha parado pra pensar sobre isso alguma vez. “Se o meu Produto é bom, os Profissionais da minha empresa são ótimos e o Processo de atendimento é otimizado, por que a minha audiência não interage com a minha marca?
Você já tentou utilizar imagens motivacionais, enquetes e até mesmo conteúdos exclusivos, mas mesmo assim, a conversão de interação é muito baixa em comparação ao seu maior concorrente.

Sempre que um cliente traz o seu projeto para analisarmos quais serão as melhores estratégias de marketing a serem aplicadas, um dos pilares que fixamos é o gatilho da AUTORIDADE. Quando a sua marca é vista com Autoridade, o seu público tende a compará-la com outras marcas, mas criando forte distanciamento pois, você está em um nível superior e as outras “não são uma BRASTEMP”.

Ter autoridade de marca é o que diferencia uma grande empresa de um negócio que vende um produto similar. Mas é muito difícil ganhar autoridade quando não se tem POSICIONAMENTO DE MARCA e isso é o que faz toda a diferença.

Quando falamos em Autoridade, significa que, sua marca entrega um valor superior às demais pois, suas soluções são pensadas nas necessidades do seu público e ainda entrega garantias e um valor intangível que é pertencer a uma parcela da sociedade que utiliza um produto ou serviço bem visto pelos outros. Quando falamos de Posicionamento, nos referimos a um degrau abaixo da autoridade, aquilo que serve de base para que sua empresa seja vista como referência em seu segmento. Mas, “COMO EU DEFINO O POSICIONAMENTO DA MINHA MARCA?”

Primeiramente, você precisa responder o seguinte:

  • POR QUE você faz o que faz (além do retorno financeiro)?
  • Por que a sua empresa existe?
  • Qual é a dor do mercado que você está sanando?
  • Qual é o motivo nobre por trás de seus produtos ou serviços?
  • Qual a diferença ou transformação que você proporcionará ao seu consumidor?
  • Como você saberá que o seu consumidor terá acesso a essa transformação?
  • O que você acredita e quais são os seus valores?
  • Como você vê a sua empresa ou negócio daqui há 5 anos?

Pense primeiramente no “Porque”, antes do “Como” e antes do “O que” ou seja, entenda as bases de sua empresa, depois defina a proposta de valor que você oferecerá em sua oferta e só então, qual será o produto ou serviço responsável por essa transformação na vida do consumidor.

Entendendo isso, você saberá qual é o posicionamento de sua empresa em seu mercado e entenderá qual é o melhor conteúdo para interagir com o seu público e entregar valor.

Muitas vezes, mesmo tendo tudo isso bem definido, seu público não interage como deveria e isso é devido a inúmeros fatores, como: Horário em que foi postado o conteúdo, o Formato do conteúdo não é atraente, a segmentação do público está errada, os Dados demográfico e não demográficos são divergentes ao que você deseja atingir… e isso nos leva de volta a prancheta, onde precisaremos redefinir o nosso público para que a mensagem seja entregue a quem se destina.

Durante essa semana, te ensinarei algumas técnicas que ajudarão a sua audiência a interagir melhor com a sua marca e ainda te darei um bônus que facilitará o seu trabalho com o Facebook.

“As pessoas não compram o que você faz, elas compram o por que você faz” – Simon Sinek

Agência Fogazza q?_encoding=UTF8&MarketPlace=BR&ASIN=B076C2GQ8X&ServiceVersion=20070822&ID=AsinImage&WS=1&Format=_SL250_&tag=danilofogazza-20 Por que sua audiência não interage com a sua marca? Blog facebook Marketing Digital Midia Social prova social redes sociais  Rede Social prova social marketing digital marcas instagram FACEBOOK   Nos baseamos num conceito conhecido como Círculo Dourado criado pelo inglês Simon Sinek que ficou conhecido quando o mesmo publicou o livro “Starts With Why”, que aqui no Brasil foi lançado com o nome de “Por Quê? – Como Grandes Líderes Inspiram Ação”.

Desde então muitos publicitários e profissionais de marketing tem utilizado a metodologia do autor para analisar as campanhas dos concorrentes e as que eles mesmos produzem.

Agora você dever estar se perguntando: círculo dourado? Mas como assim? Que coisa é essa?

Separei um vídeo do Simon explicando melhor esse conceito que completará toda a sua leitura até aqui.

 

Gostou do conteúdo? Marque um amigo que precisa entender melhor como funciona o processo de Posicionamento de Marca ou deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

Clique aqui e receba todos os nossos conteúdos por e-mail, em primeira mão
Agência Fogazza site_diagnostico_da_sua_fanpage-180x180 Diagnóstico de sua Fanpage Blog facebook Marketing Digital Midia Social prova social Publicidade  prova social marketing digital instagram FACEBOOK consultoria  Publicidade

Diagnóstico de sua Fanpage

Já pensou em ter uma análise GRATUITA de sua Fanpage, feita por nossa equipe de especialistas em Social media?

Descubra todo o potencial escondido em sua página e comece a usá-los a partir de hoje. Comece 2019 da maneira correta e pare e cometer os mesmos erros!

Agende uma consultoria Gratuita clicando no botão abaixo:

FALE COM A NOSSA EQUIPE

Se você conhece alguém que precise dessa análise, compartilhe ou marque essa pessoa nos comentários.

Agência Fogazza twitter-facebook-together-exchange-of-information-147413 O erro de quem é social media e trabalha só com redes sociais Apps Blog Midia Social  Youtube WhatsApp redes sociais marketing digital instagram FACEBOOK  Publicidade  2018

O erro de quem é social media e trabalha só com redes sociais

Por Por Fahen Carvalho

Agência Fogazza pexels-photo-238480-300x300 O erro de quem é social media e trabalha só com redes sociais Apps Blog Midia Social  Youtube WhatsApp redes sociais marketing digital instagram FACEBOOK  Publicidade  2018

A função social media começou a se popularizar nos últimos anos, com o avanço e o rápido crescimento das redes sociais. Lá em 2013, a revista Exame publicou este artigo, onde listou as “20 novas profissões que despontaram nos últimos cinco anos” e adivinha quem estava lá? Ela mesma, a função de gestor de mídias sociais (mais uma variação para social media). Como podemos perceber, a publicação da revista acertou e 2017 nos mostra a imensa gama de profissionais que trabalham com as redes sociais, inclusive eu.

Um dos fatores que contribui com a profissão foi o aumento da utilização de redes sociais no Brasil. Os brasileiros são extremamente ativos em diversas redes sociais (no Facebook principalmente). Isso trouxe uma cobrança para que as empresas se posicionassem e corressem atrás deste público. A comScore realizou uma pesquisa que trouxe diversos dados sobre os usuários brasileiros, confira alguns deles:

Agência Fogazza 0*YAIgnkWJo0vG4ZyQ O erro de quem é social media e trabalha só com redes sociais Apps Blog Midia Social  Youtube WhatsApp redes sociais marketing digital instagram FACEBOOK  Publicidade  2018

Agência Fogazza 0*qPPSQK1ocpscYeT5 O erro de quem é social media e trabalha só com redes sociais Apps Blog Midia Social  Youtube WhatsApp redes sociais marketing digital instagram FACEBOOK  Publicidade  2018

Agência Fogazza 0*jV7hWafsVg6qP7JH O erro de quem é social media e trabalha só com redes sociais Apps Blog Midia Social  Youtube WhatsApp redes sociais marketing digital instagram FACEBOOK  Publicidade  2018

Agência Fogazza 0*A34ya41GhMisJBcC O erro de quem é social media e trabalha só com redes sociais Apps Blog Midia Social  Youtube WhatsApp redes sociais marketing digital instagram FACEBOOK  Publicidade  2018

Com a velocidade com que as coisas se transformam na internet, os dados já podem estar um pouco diferentes atualmente. Outra pesquisa interessante foi realizada em 2016, pela eMarketer, e colocou os usuários brasileiros como os principais da América Latina. O Brasil é o país com mais usuários do continente, com um total de 93,2 milhões até o final do ano (que já passou!).

O que podemos perceber sobre estas duas pesquisas?

É simples. Elas falam sobre pessoas e a forma que estas pessoas se colocam nas redes sociais. Acontece que para muita gente a função de social media significa apenas gerenciar as redes sociais de uma empresa, fazer as suas publicações. E se você pensa isso, você não está errado, mas existe um porém. As mídias sociais são redes de relacionamento e foram criadas para que as pessoas conversem, façam amigos, encontrem pessoas distantes, famosas ou simplesmente “stalkeiem” a vida dos outros, enfim, que se relacionem. Se o objetivo de estar em uma rede social é se relacionar, qual é o objetivo de uma empresa? Depende. Pode ser vender, pode ser aumentar os seguidores, pode ser para “já que todo mundo está no Facebook, eu também preciso estar”, pode ser todos esses motivos juntos, mas os resultados só serão alcançados quando você começar a dar protagonismo para as pessoas.

Mas eu estou falando de redes sociais, não de pessoas!

Sim, exatamente, mas as redes sociais são sobre o que o seu público quer ver versus o que você proporciona para ele. Agora reflita: quantas vezes você entrou no seu Facebook e pensou “Hum, vou comprar um tênis!”? Pois é, ninguém faz isso. Por que cargas d’água você insiste em tentar vender um produto a qualquer custo na sua rede social?

Trabalhar como social media é ter o dever de se lembrar (e lembrar o cliente) a todo instante que atrás da tela existe uma pessoa e ela está ali, rolando a timeline, sem planos para o futuro. Mas de alguma forma você precisa prender a atenção dela, antes que o seu post vá parar no limbo do Facebook. Agora reflita mais uma vez: por que alguém deveria ler o seu conteúdo? Por que deveriam seguir você? A partir do momento em que você entende que a sua marca não importa, a sua marca não é protagonista, ninguém quer saber que você tem 100 tipos de produtos diferentes disponíveis para compra, porque ninguém entrou no Facebook para saber disso (a não ser que você faça uma promoção exclusiva para a sua página, mas isso é outra história).

Nós precisamos entender de uma vez por todas que colocar as pessoas em primeiro plano é o mínimo que podemos fazer para que o trabalho de mídias sociais traga algum resultado. Quando eu abro o meu Facebook, eu não quero ver anúncios, não quero ver produtos, eu quero ver pessoas, quero ver histórias que sejam bem contadas, quero me emocionar, quero dar risada do cachorro que corre atrás da galinha, não importa. O que eu quero dizer é que as redes sociais são para entretenimento, são para a sociedade se comunicar e se relacionar.

O Itaú possui uma grande assertividade neste sentido. A empresa possui diversas campanhas que foram ao ar e não foram para falar de depósito, condições especiais, empréstimos, nada disso. As campanhas deram o foco para as emoções de quem assiste. E adivinha quem eles colocaram em foco? As pessoas! Você até chega a esquecer de que se trata de um banco, não é? O Itaú tem se posicionado dessa maneira há alguns anos e em diversas redes sociais. Vale a pena dar uma olhada no trabalho produzido.

O canal do banco no Youtube é bem bacana, para quem busca inspirações:

Deu pra entender qual é o fio da meada? Se a sua empresa é presente nas redes sociais, aproveite a oportunidade que você tem e se relacione com seus clientes, porque é isso que nós (usuários) queremos. Você pode fazer milhões de anúncios, trabalhar com os pixels do seu site, mas nada disso irá funcionar se o seu social media parar de pensar 100% do tempo em métricas e começar a pensar também nas pessoas. As tecnologias mudam, as ferramentas se atualizam, mas no fim, tudo se trata de pessoas e suas relações.

 

Agência Fogazza 2796463966-instagram Instagram adiciona "posts recomendados" no feed Apps Blog Marketing Digital Midia Social  Rede Social Recomendados Post Novidade Internet instagram Feed

Instagram adiciona “posts recomendados” no feed

O feed do Instagram terá novidades. Agora ele também mostrará as postagens recomendadas pelos usuários. A mudança foi notada no início deste mês e desde então ficou silenciosa.

As sugestões de postagens são feitas com base no conteúdo curtido por pelas contas que você segue. E apenas é possível ocultar temporariamente a sessão, o que é feito tocando no menu de três pontos acima da postagem, depois tocando em “Ocultar”. Mas a ferramenta não possibilita desativar as recomendações de modo permanente.

A novidade aparece de forma clara, depois de você ter visto todas o conteúdo do seu feed, explicou uma porta voz da plataforma ao TechCrunch. E segundo especulações irá sugerir de três a cinco posts.

Agência Fogazza pexels-photo-238480 Venda nas Redes Sociais Blog Midia Social  venda redes sociais marketing digital instagram FACEBOOK

Venda nas Redes Sociais

COMO OBTER SUCESSO AO VENDER PRODUTOS NO FACEBOOK E INSTAGRAM

Agência Fogazza facebook-e-instragram Venda nas Redes Sociais Blog Midia Social  venda redes sociais marketing digital instagram FACEBOOK

Nos tempos atuais, estar presente nas redes sociais é praticamente uma obrigação para que uma empresa obtenha relevância no mercado. Com o crescimento abrupto destas novas plataformas de comunicação, aumentam também as possibilidades de negócios feitos através delas. Facebook e Instagram oferecem hoje, maneiras eficientes de atrair novos clientes e praticamente fechar uma venda dentro da própria plataforma.

A atual rede social mais acessada do mundo, o Facebook, tem presença massiva de anúncios e soluções diferentes para exposição de produtos, fugindo assim do tradicional post patrocinado com imagens ou links. Um dos mais interessantes é o Catálogo de Produtos que cria pequenos anúncios clicáveis de produtos a serem inseridos em posts diferentes. Nesta modalidade, é possível utilizar um vídeo como principal atrativo e listar, por meio do catálogo, os produtos expostos nele. Esta ação também pode ser feita em imagens comuns e em posts 360°.

Voltado a perfis pessoais, o Facebook permite que seus usuários criem anúncios de venda, semelhante a sites como OLX e MercadoLivre, dentro dos grupos. Este contato mais intimista entre anunciante e comprador é uma ferramenta poderosa para revendedores de marcas, nos quais, tem acesso diretamente ao seu público alvo ao encontrar um grupo específico que demostrem interesse parelho aos produtos que este vende. Perfis empresariais, no entanto, por não poderem participar dos grupos do Facebook, não estão habilitados a fazer este tipo de venda.

Um outro recurso oferecido pela rede social de Mark Zukemberg é o anúncio estilo Carrossel. Este se assemelha ao Catálogo de Produtos, porém não precisa estar associado a nenhum tipo de post, imagem ou vídeo. Com esta independência, as imagens e informações inseridas em cada bloco individual ganham mais destaque e relevância. É possível criar uma integração visual entre as imagens para contar uma história, mantendo o mesmo link em cada bloco ou, de maneira totalmente oposta, apresentar uma seleção de produtos diferentes em um mesmo anúncio Carrossel. Neste último caso é preciso apenas se atentar a manter uma linha visual consistente, para não transformar seu anúncio em uma prateleira de um mercado bagunçado.

Para o Instagram, a estratégia deve ser totalmente diferente. Esta rede social é focada apenas em smartphones e tem um maior dinamismo nas interações, além de ter maior dificuldade em prender o usuário em uma foto ou vídeo por mais tempo que o Facebook. Por conta disso, o Instagram tratou de tornar seus anúncios mais atrativos para os usuários e oferecer recursos extras para isso. Em um anúncio, é possível criar botões que redirecionam o usuário para uma landing page ou outro tipo de página. As opções disponíveis são: Solicitar Agora, Reservar Agora, Fale Conosco, Baixar, Saiba Mais, Compre Agora, Cadastre-se e Assista Mais.

Há também uma diferença essencial na maneira como estes anúncios são publicados: é preciso usar o Facebook para criação e segmentação destas postagens. Os usuários podem esconder estes anúncios de seu feed ou receber posts de páginas não seguidas, caso façam parte da segmentação deste anúncio promovida por dados do Facebook. O tempo de execução máxima dos vídeos não podem passar de 30 segundos.

Assim como o Facebook, o Instagram permite anúncios em formato carrossel, porém ele atua de maneira um pouco diferente. No Insta, as imagens não são acompanhadas de links clicáveis como no Face, tendo apenas a companhia do botão call-to-action presente nos anúncios normais. Por conta do dinamismo desta rede social e da apreciação dos seus usuários por imagens ambientadas, humanizadas e com um toque de gourmet, os carrosséis são excelentes para apresentar coleções ou produtos que tenham algum tipo de ligação entre si.

Agência Fogazza thiago-buchler-96x96 Venda nas Redes Sociais Blog Midia Social  venda redes sociais marketing digital instagram FACEBOOK

é sócio na GTC, responsável pela gestão de todas as operações da empresa, coordenação de equipes e desenvolvimento de projetos, estando também à frente dos projetos de tecnologia