Agência Fogazza site_comunidade_fogazza-1-180x180 Comunidade Fogazza Blog consultoria Marketing Digital Publicidade redes sociais  marketing digital consultoria

Comunidade Fogazza

Quer fazer parte da comunidade da Fogazza e receber conteúdo exclusivo em primeira mão? Inscreva-se em nossa lista de e-mails e receba conteúdo semanal antes de tudo mundo, além de concorrer a brindes exclusivos só para quem faz parte de nossa lista.

Somos especialistas em inbound Marketing e podemos te ajudar a analisar e aplicar o Ominichannel em todos os canais de atendimento de sua empresa, além das redes sociais.
Clique aqui e inscreva-se GRATUITAMENTE.

Clique aqui e receba todos os nossos conteúdos por e-mail, em primeira mão

Se você conhece alguém que gostaria de receber nosso conteúdo, compartilhe ou marque essa pessoa nos comentários. Não se preocupe, também odiamos SPAM.

Agência Fogazza site_ferramentas_ocultas_no_facebook-180x180 Ferramentas ocultas no Facebook anúncios Apps Blog facebook Marketing Digital Midia Social prova social Publicidade redes sociais  redes sociais prova social marketing digital FACEBOOK anúncio

Ferramentas ocultas no Facebook

Semana passada, falamos sobre o porquê algumas marcas possuem forte influência no Facebook enquanto outras patinam nas mesmas estratégias. Falamos sobre a autoridade e ainda dei um relato de quando eu ainda era um consultor iniciante no marketing digital. Incentivei a utilização do Facebook como ferramenta de relacionamento com o Consumidor e agora, falarei sobre a participação de praças (comunidades) de forma profissional, e ainda te darei mais um bônus. Está pronto?

Agência Fogazza q?_encoding=UTF8&MarketPlace=BR&ASIN=8543105331&ServiceVersion=20070822&ID=AsinImage&WS=1&Format=_SL250_&tag=danilofogazza-20 Ferramentas ocultas no Facebook anúncios Apps Blog facebook Marketing Digital Midia Social prova social Publicidade redes sociais  redes sociais prova social marketing digital FACEBOOK anúncio   Philip Kotler é considerado um dos maiores Gurus da comunidade de marketing mundial. Ele é um dos escritores mais importantes no ramo, sendo Co escritor da “Bíblia da Inovação” e difusor de técnicas importantes como AIDA, 4 P’s e Inovação Disruptiva. Recentemente, ele lançou o livro chamado “Marketing 4.0” (link com desconto) onde ele aborda uma reestruturação nos padrões dos 4P’s do marketing (Produto, Preço, Praça e Promoção), adaptando-os a nova realidade do mercado digital, e é sobre um desses termos, que considero um dos mais importantes nesse novo conceito, que falaremos essa semana. O P de Praça tornou-se C de Comunidade.

Marketing é um conjunto de técnicas e processos que definem as relações entre a sua empresa e o restante do mercado. Ele passou por várias fases, desde o marketing 1.0 que era centrado no produto, onde o público tinha que se adaptar ao produto (ex. a montadora Ford só fabricava carros pretos), o marketing 2.0 onde a opinião do consumidor começou a valer na produção de novos produtos (ex. pesquisas e promoções em mercados e vias públicas antes do lançamento de algum produto), o marketing 3.0 que é voltado ao Social, onde o cliente dá um retorno sob a marca através do meio social para a grande audiência (ex. recomendações, comentários, compartilhamentos, surgimento do Reclame Aqui…) e agora, estamos diante do marketing 4.0 onde o cliente dita as novas regras do mercado pois, ele agora faz parte de uma comunidade conectada que busca sempre a melhor qualidade, preços e exclusividades (ex. Air BnB, Uber, Olx, MarketPlace do Facebook…). Nesse novo marketing, o cliente tornou-se crítico de conteúdo, não sendo mais facilmente convencido pelas grandes marcas pois agora ele tem toda a especificidade do produto antes da aquisição. Nessa nova fase, não há mais separação entre Online e Offline pois, um tornou-se extensão do outro e agora o cliente avalia 100% do atendimento num ambiente de multicanais (Ominichannel).

É nesse cenário que entra o foco em Comunidades e como a sua empresa pode usufruir de todo o potencial dessas comunidades, entregando ao seu público o que ele precisa, dentro do tempo certo e através dos mecanismos corretos.

Abordaremos melhor isso durante a semana, mas lembre-se “O consumidor não quer mais ser convencido, ele quer ser ensinado”.

Assine a nossa Newsletter e receba os nossos conteúdos em primeira mão, além de conteúdos exclusivos. Clique no link abaixo e aproveite.

Clique aqui e receba todos os nossos conteúdos por e-mail, em primeira mão

Agência Fogazza ir?t=danilofogazza-20&l=am2&o=33&a=8543105331 Ferramentas ocultas no Facebook anúncios Apps Blog facebook Marketing Digital Midia Social prova social Publicidade redes sociais  redes sociais prova social marketing digital FACEBOOK anúncio

Agência Fogazza site_diagnostico_da_sua_fanpage-180x180 Diagnóstico de sua Fanpage Blog facebook Marketing Digital Midia Social prova social Publicidade  prova social marketing digital instagram FACEBOOK consultoria  Publicidade

Diagnóstico de sua Fanpage

Já pensou em ter uma análise GRATUITA de sua Fanpage, feita por nossa equipe de especialistas em Social media?

Descubra todo o potencial escondido em sua página e comece a usá-los a partir de hoje. Comece 2019 da maneira correta e pare e cometer os mesmos erros!

Agende uma consultoria Gratuita clicando no botão abaixo:

FALE COM A NOSSA EQUIPE

Se você conhece alguém que precise dessa análise, compartilhe ou marque essa pessoa nos comentários.

Agência Fogazza aumente-suas-views-no-youtube-tirando-o-maximo-proveito-dos-relatorios-1 Aumente suas views no Youtube tirando o máximo proveito dos relatórios Apps Blog Marketing Digital Publicidade Youtube  Youtube relatórios  Publicidade

Aumente suas views no Youtube tirando o máximo proveito dos relatórios

Youtube além de ser o maior acervo de vídeos do mundo, foi o principal responsável pelo consumo desenfreado de conteúdos áudio/visuais na web. Empresas e profissionais que trabalham em outras mídias sociais, sentiram a necessidade de encontrar seu público nesse segmento.

Se você ainda não migrou seu conteúdo para esse tipo de produção ou está tendo dificuldades para conseguir fazer o mesmo resultado que nos demais ambiente digitais, esse artigo, feito em parceria com o Reportei, foi escrito especialmente para você.

É valido lembrar que o Youtube não funciona como as demais redes sociais e seu algoritmo é composto por cálculos mais elaborados para o surgimento do engajamento nos vídeos, por isso devemos estar atentos aos 3 pontos principais da plataforma: Público-Alvo, Origem do tráfego e retenção do público.

Agência Fogazza aumente-suas-views-no-youtube-tirando-o-maximo-proveito-dos-relatorios Aumente suas views no Youtube tirando o máximo proveito dos relatórios Apps Blog Marketing Digital Publicidade Youtube  Youtube relatórios  Publicidade

VAMOS EXPLORAR CADA UMA DE SUAS PECULIARIDADES PARA MELHOR ENTENDIMENTO DA ESTRATÉGIA.

PÚBLICO-ALVO

Nem sempre o público que consome seu conteúdo, será exatamente o mesmo no Youtube. É claro que podemos contar com outras mídias de apoio para gerar resultados, porém é válido lembrar que seu vídeo está sendo exposto para usuários que não conhecem ao certo sua empresa ou serviço.

Todo vídeo precisa de uma apresentação rápida de quem é você. Faça uma transcrição de seu material lembrando-se que no vídeo, o roteiro precisa ser mais direto e feito em forma de diálogo.

E para saber qual é o conteúdo matador para sua nova audiência, na aba demográfica do Youtube Analytics você tem acesso ao gênero e idade de quem está assistindo seus vídeos. É normal que esse público seja um pouco mais novo, devido a idade geral da audiência da plataforma.

Adaptar a linguagem para sua faixa etária, será essencial para a retenção do seu público.

ORIGEM DO TRÁFEGO

É óbvio que grande parte de quem irá acompanhar seu canal, estará presente no Youtube vendo seus vídeos direto na plataforma. Porém, você já imaginou quantos sites, blogs ou lista de reproduções o seu conteúdo pode estar?

Com novas tecnologias sendo criadas diariamente, como por exemplos, vídeos sendo assistidos diretamente no WhatsApp, por que devemos saber de onde os usuários estão assistindo?

É simples. Para podermos mensurar esse público e investirmos mais na área com mais resultados. Entender as formas de tráfego responsáveis pelas visualizações de seus vídeos pode ser uma ferramenta poderosa para gerar de forma orgânica mais views.

RETENÇÃO DO PÚBLICO

E por último, mas não menos importante, saber a taxa de rejeição ou aceitação de seu material é o climax do relatório. Para gerar uma boa estratégia, saber exatamente o que agrada seus telespectadores é algo que vai muito além do simples botões Gostei e Não Gostei.

Esse recurso permiti mensurar seus vídeo individualmente ou o canal completo. Faça uma relação entre minutos do vídeo e duração média de visualizações. Uma retenção média de no mínimo 20% já é considerado algo bastante promissor.

Agência Fogazza aumente-suas-views-no-youtube-tirando-o-maximo-proveito-dos-relatorios-1 Aumente suas views no Youtube tirando o máximo proveito dos relatórios Apps Blog Marketing Digital Publicidade Youtube  Youtube relatórios  Publicidade

Aproveite o Youtube Analytics para mensurar de forma individual seus vídeos para poder compará-los com envolvimento e engajamento dos demais.

Essa métrica costuma ser bastante interessante quando você consegue visualizar um aumento relativo com o período do números de seguidores. Caso você tenha um aumenta de inscritos, porém sua retenção continua a mesma, tente trazer mudar a linha de pensamento diferente nos próximos vídeos, para aumentar as visitas em seu canal.

INVISTA EM RELATÓRIOS

Esse foi apenas um resumo de como cada seção das métricas pode ser algo importantíssimo para seu trabalho quando analisadas de forma inteligente.

Caso você queria se aprofundar mais ainda e poder aprender de forma rápida e simples, a Reportei conta com relatórios detalhados e poderosos para você fazer com que seu canal do Youtube tenha sua devida taxa de sucesso.

Para testar a ferramenta você pode realizar um cadastro de testes gratuito através deste link.

Agência Fogazza memes Memes e Museus Blog Marketing Digital meme Publicidade  meme Internet imagens história

Memes e Museus

O choque de novos e velhos mundos

 Prefácio

A importância dessas observações, que precedem a questão, decorre de uma admissão jocosa cujo prazo de validade talvez tenha expirado. Eu sinto que tenho dito isso por um longo período de tempo, mais do que em abril de 2016. Eu estava visitando Los Angeles então. Eu me diverti muito: conversando com amigos, pedalando de bicicleta até a praia todas as manhãs e pegando hambúrgueres e bebidas com minha família da Califórnia. Entre as atividades incluiu-se uma participação improvisada em um curso da Escola de Artes e Arquitetura da UCLA. Desde então, foi a única turma de faculdade que eu já participei. Produto sendo a falsa e insignificante narrativa de mim, alegando que sou um Bruin honorário – simplesmente porque caí em uma única aula de história da arte. Isso, no que me diz respeito, me dá o mínimo de responsabilidade e qualificação para escrever seriamente sobre arte, especialmente nos reinos da escultura e da pintura. Estes são estilos que me reduziram a lágrimas e períodos prolongados de reflexão. Além do mais, arrastar-me pelos corredores dos museus de arte é um dos meus passatempos favoritos. A permissão auto-concedida limitada, em conjunto com meu fandom de arte, abriu caminho para o seguinte ensaio.


O que é um meme?

Se estamos sendo técnicos, o que somos para o bem da meticulosidade, “meme” é um encurtamento de mimeme (do grego mimema antigo – que significa “coisa imitada”, do mimeisthai “imitar”, do mimo “mímica”). Então, tecnicamente, os memes antecedem suas formas modernas de internet por alguns milhares de anos.

Para entender a memética, devemos primeiro falar em genética. Uma parte das informações a seguir vem diretamente de um vídeo informativo do YouTube intitulado “ The Science of Dank Memes ”, publicado em 2016, mas ainda assim relevante e prontamente disponível para visualização completa no hiperlink.

A palavra “meme” foi cunhada pela primeira vez pelo biólogo evolucionista britânico Richard Dawkins em seu livro “The Selfish Gene” (1976), como um conceito para a discussão de princípios evolutivos na explicação da disseminação de idéias e fenômenos culturais.

A Teoria dos Memes: “Nós não apenas evoluímos para espalhar genes, nós também evoluímos para espalhar memes.”

Nesses termos genéticos, um meme é um portador de informação (como um gene carregando informação genética). Como um gene, um meme compete com outros memes pela sobrevivência. Genes competem com outros genes porque há muito espaço no nosso DNA. Os memes competem com outros memes porque o poder do cérebro e o tempo de atenção são limitados.

O primeiro dos memes inclui quando os primeiros humanos fizeram fogo e linguagem e compartilharam em suas comunidades. Esta foi uma informação espalhada por meios não genéticos.

Os memes desempenharam um papel na sobrevivência e, portanto, no contínuo desenvolvimento da própria evolução. Embora a evolução genética seja muito mais lenta que a evolução memética. Nós evoluímos para replicar memes e reconhecer padrões, algo em que os humanos são realmente bons. Somos copiadoras talentosas, retentores de memória e aprendizes – especialmente depois de vermos um meme sendo executado, ou seja, alguém despejando concreto.

Os memes mais bem-sucedidos são os que sobrevivem mais tempo, enquanto sofrem a menor mutação. Por esses termos, os memes da internet não são “bem sucedidos”. Eles se espalham rapidamente, mas sofrem mutações descontroladamente e sua expectativa de vida é curta, tornando-os menos parecidos com genes e mais como vírus. Qual é a terminologia apropriada e uma comparação justa em si, considerando que os memes têm o potencial de se tornarem virais. Por exemplo, não posso dizer como foi difícil abalar Lovesick Blues da minha cabeça, tudo graças ao Walmart Yodel Boy .

Elaborando a analogia genética, o tempo de vida de um meme é praticamente a sua quilometragem, como até onde pode ir com a habilidade de fazer as pessoas rirem. Uma vez que todos em sua comunidade tenham desenvolvido imunidade a um vírus (um meme), ele não poderá mais ser replicado, portanto, ele será desativado (a menos que sofra mutação).

Digital trends .com ilustra a vida útil de um meme como este:

 Agência Fogazza 1*b0Ik_zVmv628ZlpJeQQ-KA Memes e Museus Blog Marketing Digital meme Publicidade  meme Internet imagens história

Quora oferece respostas de vida mais banais e Austinite como: “Um meme está morto quando se torna mainstream.”


O Meme da Internet

Agência Fogazza 1*mFgRdc39VmTNoCN8fViDxQ Memes e Museus Blog Marketing Digital meme Publicidade  meme Internet imagens história

Memes são geralmente ainda imagens colhidas a partir de desenhos ou imagens relacionados a eventos atuais e / ou temas quentes, a notícia ou vídeos populares. Esses tipos de memes vivem exclusivamente online, compartilhados e encaminhados entre internautas; A relevância de um meme prospera na web.

Então, se você não estiver em seu smartphone com frequência, navegando pelo Twitter ou pelo Instagram , ou se simplesmente estiver fora do circuito, é fácil ver como um “não entende” um meme. Isso porque seu entendimento é quase sempre um produto de seu histórico e origem. Eles são um ramo da árvore da cultura pop.

Meme uma imagem (para dar uma legenda engraçada) é uma questão de multidão agradável. A audiência concentra-se principalmente nos millennials e nos kiddos Gen-Z, porque esses grupos etários estão constantemente na internet. O século 21 é uma era digital e é incompreensível pensar em Gen-Z, a coorte demográfica após milênios. Eles não se lembram de um mundo sem a internet, porque faz parte de suas vidas desde o começo. Talvez você tenha encontrado o outro nome da Gen-Z: iGen. A tag infere sua proximidade com a internet. Também é possível: seus pais se conheceram pela internet.

O objetivo de um meme é comédia; deve fazer os outros sorrir ou rir. Alguns concordarão que os memes são imaturos por sua consideração zero por assuntos sérios. Às vezes, um meme vai longe demais e toca em assuntos que não deveriam ser discutidos com capricho e descontração cômicos. Como tudo na comédia, a linha vermelha para essas piadas é principalmentesubjetiva em si. No entanto, palavrões é bem-vinda nos memes, se não for encorajada. Memes são facetious, então eles naturalmente não servem para o humorless.

Linhas vermelhas são certamente cruzadas , no entanto. Por exemplo, pegue Pepe the Frog .

Agência Fogazza 1*iy7aMzWHp-9XI679TQbf2w Memes e Museus Blog Marketing Digital meme Publicidade  meme Internet imagens história

Pepe the Frog é um personagem de desenho online. Ele apareceu pela primeira vez em 2005, jovem e inocente. Mais tarde tornou-se um meme e é agora um dos mais famosos de todos, ou infame.

Antes um sapo inofensivo da internet, Pepe foi designado como um símbolo de ódio em setembro de 2016 pela Liga Anti-Difamação . Isso estava seguindo os memes de Pepe que surgiram do ramo anti-semítico da direita política. Antes desse reconhecimento desonroso, Pepe estava entre o rei dos memes. Ele foi twitado por Katy Perry e ele desembarcou na página do Instagram de Nicki Minaj em várias ocasiões.

Por LA Times : “O Daily Beast falou com um supremacista branco que disse que houve um esforço concertado no site 4chan para ‘recuperar Pepe’ de pessoas normais em 2015.”

O grupo de supremacia remixou Pepe com propaganda nazista para uma risada. O nazista Pepe chegou ao Twitter , e pessoas decentes reagiram de acordo com esse terrível ódio. Como resultado, Pepe foi morto por seu criador de desenhos animados.


Agência Fogazza 1*jvEpdyoeonSadDPnryN9KQ Memes e Museus Blog Marketing Digital meme Publicidade  meme Internet imagens história

Memes são geralmente uma reunião de imagens e textos. Com a permissão e o espaço para a criatividade na criação de memes, pode-se perguntar se os memes são uma forma de arte. Se estamos falando nos termos genéticos de antes, a resposta é precária “às vezes”. A arte pode ser uma portadora de idéias. A arte performática pode ser replicada, assim como métodos e técnicas de pintura.

Arte (falando vagamente) é um termo abrangente para expressão, às vezes criativo. Geralmente ninguém se magoa na arte ou na produção. No caso de fazer memes, o texto depende de quem está pensando em uma legenda. Mais uma vez, uma medida de subjetividade entra em jogo aqui. O meme é honestamente engraçado? Isso é com o vox populi . No entanto, interesses e tendências estão sujeitos a constantes mudanças. Essa é a natureza deles. Pontos de vista mudam rapidamente, especialmente online. O que foi engraçado na semana passada é o chapéu velho hoje. A internet é um lugar implacável, com um apetite insaciável por novos conteúdos.

Agência Fogazza 1*ro5VCfNkGFiqEg4w1OSgwA Memes e Museus Blog Marketing Digital meme Publicidade  meme Internet imagens história

Talvez uma das mais importantes das encruzilhadas entre memes e arte: a Smithsonian National Portrait Gallery. Uma recente viagem pela linha verde do metrô me levou ao museu e, finalmente, desceu pela toca do debate interno profundo. Eu estava pensando fortemente na sociedade e nos comportamentos geracionais. Como qualquer museu em Washington DC, era uma cena efervescente: estudantes de nível médio em uma viagem de campo, conhecedores de arte de queixo alto e sem sorrir passeando com passos largos e mãos atrás das costas, o idoso tranquilo lendo as placas nas paredes, ameba de ombros apertados de turbulentos universitários, e famílias de três ou quatro (mamãe lamentável, empurrando um carrinho vazio por aí, talvez inconsciente de que JR desembarcou, soltando um sapato no processo e indo embora com a irmã mais velha, sondando o óleo sobre tela).

Houve um padrão cuja resistência não viu nenhum soluço. Era impossível ignorar. Todos os jovens (crianças e millennials) subiram em um retrato – como um tigre abre caminho através de grama alta para perseguir sua presa – e tirou uma foto, digitou como louco na tela, e riu enquanto pressionavam seus telefones contra o peito , indo embora com um pouco mais de brio em seus passos e um pouco mais de cachos em seus sorrisos. E eu imediatamente soube o que era isso, porque eu também posso ser descolada e tenho amigos maduros e inteligentes, alguns dos quais são orgulhosos de produtos educados das universidades da Ivy League. Os jovens acima mencionados estavam tirando fotos de retratos e dando-lhes (esperançosamente) legendas originais via Snapchat.


Art History Caps é uma página e um site do Instagram relativamente populares . Ele foi concebido em 2013, iniciando a maneira como a maioria dos projetos faz: por amor mútuo e puro tédio.

Art History Caps é uma galeria online de retratos re-imaginados e reescritos, memed. É a fonte de muitas pinturas memed. É um cobiçado zine digital entre jovens artesãos de arte. As páginas aceitam envios não solicitados. AHC foi fundada por Alana e Emma, ​​duas jovens mulheres profissionais em Nova York. Eles são os galões na foto abaixo.

Agência Fogazza 1*7SO6FECmshI75Ud4s_72lQ Memes e Museus Blog Marketing Digital meme Publicidade  meme Internet imagens história

Imagens da página do site que é intitulada “a arte” serão apropriadamente espalhadas pelo restante desta peça.

Agência Fogazza 1*JttXcmXqNM7iV6eEDJWl0w Memes e Museus Blog Marketing Digital meme Publicidade  meme Internet imagens história
Agência Fogazza 1*4HnmFut8aFnv3IRgrFYCEQ Memes e Museus Blog Marketing Digital meme Publicidade  meme Internet imagens história

Isso é uma coisa . É uma atividade, um tipo de passatempo com paralelos de caça ao tesouro: a legenda da pintura clássica + retrato por causa do humor e uma possível esperança enraizada de se tornar viral.

Por um lado, é descaradamente frívolo. É uma tentativa insípida de fazer os outros rirem. É imaturo e bobo. E é alimento para os “suínos incultos” e filisteus que não têm desejo de aproveitar a glória da arte divina.

Por outro lado, porém, é para algo , certo? Caso contrário, não seria tão eficaz em capturar atenção e tração online. A atividade permite que o novo artista compartilhe sua legenda com pessoas na web, amigos no Insta e Snap. E quando outros são expostos ao meme, eles também são, sem dúvida, expostos à arte. O meme conseguiu espalhar informações com sucesso. É possível que quem quer que estivesse na extremidade receptora do meme fosse apresentado a uma pintura nova para seus olhos; sua primeira impressão da pintura veio na forma de um meme. O aperto de mão figurativo foi uma risada ou uma careta. No final, a legenda de um meme entrega belas peças de arte atemporais a pessoas que talvez não tenham a oportunidade de visitar as salas do Met ou do Louvre. E voila!De repente, todo um novo mundo foi revelado. A era digital encontra o Renascimento em uma estranha e fascinante manifestação da criação humana duplicada.

Agência Fogazza 1*BVfMXEyaPKxE7iJUgg6I7A Memes e Museus Blog Marketing Digital meme Publicidade  meme Internet imagens história

Esse frenesi abre caminho para questões éticas relativas a coisas percebidas como sacrossantas. O que é sagrado? Isso é arte ou trolling? Esse movimento deve ser levado a sério? Se a política nos ensinou alguma coisa nos últimos dois anos, é uma lição nunca contar com ninguém / nada. Eu posso imaginar que as pessoas estarão divididas sobre a retidão e o erro de retratos memed, mas é importante lembrar que esses memes foram forjados com intenções bobas. Memes não devem ser levados a sério, porque eles não são sérios. (então por que estou escrevendo seriamente sobre eles?)

Agência Fogazza 1*qvp-XayRbVVYADruqvJ4TA Memes e Museus Blog Marketing Digital meme Publicidade  meme Internet imagens história

Memes na Educação

Humor é essencialmente social. Se eu fosse um comediante e o último homem na Terra, não acho que estaria escrevendo piadas para meu sustento ou prazer. O humor é uma qualidade que todos deveriam ter. Ele pode servir como um mecanismo de enfrentamento, lidar com isso , e é um quebra-gelo fabuloso. Alguns estudos mostram que o humor pode ser uma benção na educação e que pode ser utilizado como uma ferramenta para professores. Vários anos atrás, uma pesquisa da Pew Research mostrou que espectadores de notícias humorísticas como “The Daily Show” “exibiam maior retenção de notícias do que aqueles que recebiam notícias de jornais, CNN , Fox News ou estações de rede”.

Neurociência investigação revela que o humor ativa sistemática do cérebro a dopamina (droga-meme, lol) sistema de recompensa, e estudos cognitivos mostram que a dopamina é vital tanto para a motivação orientada para o gol e memória de longo prazo.

Outro estudo pediu a 400 estudantes universitários “para documentar o uso de humor apropriado ou inapropriado do professor, a sua eficácia como professores e como os alunos percebiam o humor. Os resultados deste estudo mostraram que o humor apropriado e relacionado resultou em maior retenção, enquanto o humor inadequado, cruel ou não relacionado não o fez ”.

Em um artigo em co-autoria de dois farmacêuticos , é ainda afirmado: “Existem várias maneiras positivas de incorporar o humor na sala de aula. Humor pode incluir histórias engraçadas e comentários; piadas (especialmente aquelas auto-depreciativas); humor profissional, como vincular conteúdo a dispositivos mnemônicos; desenhos animados; trocadilhos; enigmas; 10 principais listas; e versos cômicos. ”

Memes e seu humor têm um longo alcance, sem dúvida. Eles manobraram dos smartphones nas salas de aula para o currículo real. UC Berkeley aparentemente tem um Departamento de Estudos de Meme . Cambridge também ofereceu um curso de verão intitulado “Compreensão e Análise da Revolução Meme. Suponho, então, que os memes possam ser levados a sério. A VICE chegou a dizer que os memes historiadores são inevitáveis .

 Agência Fogazza 1*Y7UMNbh3lb8xKttx4v7LnQ Memes e Museus Blog Marketing Digital meme Publicidade  meme Internet imagens história
Agência Fogazza 1*z2UfZ4I1OU9Z_cUfm-Vo5A Memes e Museus Blog Marketing Digital meme Publicidade  meme Internet imagens história

pergunta mais difícil é: as pinturas meméticas são a nova maneira de ver e compartilhar a arte? É este o futuro  predito por Asimov? Se minhas visitas a vários museus em Washington  me mostraram alguma coisa, a resposta é não. As pessoas ainda frequentam museus de arte em massa . Mas há uma técnica “é possível” na resposta. E isso decorre de saber como os memes bons estão se espalhando. Eles vivem on-line, portanto, têm a capacidade de se mover muito mais rápido que os humanos. Sua vida na web, para todos os efeitos, é imortal – mesmo depois de ser considerada “não engraçada” ou “antiga”.

O tempo, como sempre parece, responderá melhor a essas perguntas. E eu só posso falar por mim mesmo. Talvez uma parte de mim gostaria de acreditar que tudo isso é uma fase, uma tendência passageira cujo zênite não fica mais alto no firmamento. Talvez eu seja muito velha e adore uma viagem ao museu demais.

Eu tenho um grupo de amigos que me convidou para um “churrasco” uma vez. Fui conduzido até a cozinha, onde descobri uma caixa de gelo no balcão, com a tampa aberta e cheia de água. Saliente da superfície havia um tipo de instrumento elétrico, preso à borda do recipiente robusto.

“É sous vide steak”, comentou alguém feliz, achando que isso me satisfaria.

Eu respondi, desanimada: “Eu gosto de ver fogo.” Foi uma resposta que transmitiu meu amor e abraço pela gastronomia clássica e pela tradição americana . Eu entendo que o sous vide é um método de cozimento usado em alguns dos restaurantes mais renomados e conceituados do mundo, mas minha preferência permanece com gás e chama no alcance. Eu acredito que uma cozinha deve estar quente. E se esta é uma opinião desatualizada, por todos os meios, me chame de homem das cavernas.

Tendo dito tudo isso, no entanto, não estou acostumado a curtir o inferno de um meme sadio.


Por :Hugo Jude